domingo, 21 julho, 2024

Cinco UTIs vão reforçar Hospitais de Campanha no Rio Grande do Sul

Os equipamentos já estão em Porto Alegre e serão instalados nos próximos dias em três unidades.

Ministério da Saúde recebeu na quinta-feira (23) cinco leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) destinados aos Hospitais de Campanha que realizam o atendimento às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. Segundo a coordenadora das ações da Força Nacional do SUS e do Hospital de Campanha de Canoas, Juliana Lima, os novos leitos de UTI será importante para garantir a segurança dos profissionais e dos pacientes que necessitam do manejo e de cuidados críticos. “Vamos poder garantir o cuidado integral e a assistência continuada de forma segura, conseguindo manter por um maior tempo esse paciente conosco até que surja uma vaga para um tratamento definitivo”, afirmou.

Vamos poder garantir o cuidado integral e a assistência continuada de forma segura, conseguindo manter por um maior tempo esse paciente conosco até que surja uma vaga para um tratamento definitivo”- Juliana Lima, coordenadora das ações da Força Nacional do SUS e HCamp de Canoas

Compostos por camas hospitalares, ventiladores pulmonares, monitores multiparamétricos, bombas de infusão volumétrica e suportes para bombas, os equipamentos já se encontram em Porto Alegre. A previsão é chegar nos próximos dias aos três hospitais de campanha já em funcionamento, localizados nos municípios de Canoas, Porto Alegre e São Leopoldo, além do hospital de campanha de Novo Hamburgo, que inicia seu funcionamento em breve.

Na unidade de Novo Hamburgo, serão seis médicos e três enfermeiros e técnicos de enfermagem prestando atendimento 24 horas por dia. O local tem capacidade para realizar entre 150 e 200 atendimentos diários.

ATENDIMENTOS — Financiados pela Força Nacional do SUS, desde o dia 5 de maio foram realizados mais de 5,8 mil atendimentos no Rio Grande do Sul, em resposta aos impactos das severas enchentes na região.

O hospital de campanha de Canoas registrou 2,8 mil atendimentos, enquanto a unidade de Porto Alegre contabilizou 970 e, na unidade de São Leopoldo, foram 221 atendimentos. O novo hospital de campanha de Novo Hamburgo terá capacidade para realizar entre 150 e 200 atendimentos diários. Além disso, as equipes móveis também atenderam 1,6 mil pessoas, realizaram 60 remoções aéreas e 192 atendimentos psicossociais.

Matéria envida pela assessoria de comunicação coordenadora das ações da Força Nacional do SUS e HCamp de Canoas

Redação Gazzeta Paulista
Redação Gazzeta Paulista
A GAZZETA PAULISTA é o maior portal de notícias diárias desde 2010 abrangendo as cidades de Taboão da Serra, Embu das Artes, Itapecerica da Serra, São Lourenço da Serra, Juquitiba, Embu Guaçu e São Paulo e outras.
Artigos Relacioanados
- Advertisment -spot_img

Mais Lidos

Comentários Recentes