sábado, 25 maio, 2024
HomeArte & CulturaSó há um DEUS !

Só há um DEUS !

Ainda hoje repercute fortemente no seio religioso o Mistério que envolve a Santíssima Trindade, muitas aceitam como sendo Deus, três em um, Pai, Filho e Espirito Santo.

Provavelmente nossas mentes ainda bastante primitiva em relação ao conhecimento universal, divergem constantemente acerca desse Ministério e de tantos outros, embora, para muitos, esse entendimento não seja um problema, tamanha a lucidez com que se apresenta.

A Igreja Católica Apostólica Romana, entende e defende esse argumento da forma que transcrevo abaixo, com certeza outros viés religiosos, a exemplo dos Evangélicos por exemplo, concordarem plenamente, eu não concordo, particularmente, tenho outra visão a respeito desse fato.

DEUS PAI E FILHO E ESPÍRITO SANTO. 

Dom Rodolfo Luís Weber
Arcebispo de Passo Fundo (RS)

O prefácio da missa da solenidade da Santíssima Trindade reza. “Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre em todo lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso. Com vosso Filho único e o Espírito Santo sois um só Deus e um só Senhor. Não uma única pessoa, mas três pessoas num só Deus. Tudo o que revelastes e nós cremos a respeito de vossa glória atribuímos igualmente ao Filho e ao Espírito Santo”. Esta oração de louvor professa a fé no Deus uno e trino, um só Deus em três pessoas. Um mistério inefável para a nossa capacidade humana e, mesmo assim, Ele se deu a conhecer, revelou-se.  

Foi Jesus Cristo quem nos revelou a intimidade de Deus. No Antigo Testamento Deus já era chamado como criador e Pai, particularmente dos pobres, órfãos e viúvas. Jesus revelou um novo sentido, totalmente original, ao se referir a Deus como “Pai”. “Ninguém conhece o Filho (Jesus) senão o Pai, e ninguém conhece o Pai senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar” (Mt 11,27). Em outros momentos, Jesus deixou claro que estava realizando a “vontade do Pai”, “quem me vê, vê o Pai”, “eu o Pai somos um”. 

Jesus também anunciou “outro Paráclito” (defensor) o Espírito Santo, atuante desde a criação, “quem falou pelos profetas”, está agora junto dos discípulos e presente neles, para ensiná-los e conduzi-los à “verdade plena” (Jo16,13) Assim, o Espírito Santo é revelado como outra pessoa divina em relação a Jesus e ao Pai. “O Espírito Santo é enviado aos apóstolos e à Igreja tanto pelo Pai, em nome do Filho, como pelo Filho em pessoa, depois de seu retorno para junto do Pai. O envio da pessoa do Espírito, após a glorificação de Jesus, revela em plenitude o mistério da Santíssima Trindade” (Catecismo da Igreja Católica n. 244) 

Os textos bíblicos da solenidade da Santíssima Trindade (Êxodo 34,4-6.8-9, 2º Coríntios 13,11-13 e João 3,16-18) não se detém tanto no mistério da Trindade, mas falam do amor de Deus. O amor se constitui a essência divina e ao mesmo tempo a sua unidade. Moisés que conduz “um povo de cabeça dura” grita a Deus: “Senhor, Senhor! Deus misericordioso e clemente, rico em bondade e fiel”. No Novo Testamento, a 1ª Carta de São João (4,8) resume a Deus com uma única palavra: “Amor”. O santo Evangelho afirma: “Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna. De fato, Deus não enviou o seu filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que mundo seja salvo por ele.” 

O Deus revelado pelas escrituras falam claramente que Deus não é alguém fechado sobre si mesmo e satisfeito em sua autossuficiência, mas é vida que deseja comunicar-se, é abertura, é relação. Todas as palavras como misericórdia, clemente, rico em bondade, fiel e amor falam de relação. Um ser cheio de vida que quer transmitir e gerar vida. Este rosto de Deus revelou-se plenamente em Jesus Cristo, pois passou “por este mundo fazendo o bem” (Atos 10,38). Em nome deste Deus São Paulo saúda: “A graça do Senhor Jesus Cristo, o amor do Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam como todas vós”.  

Desta realidade divina nasce uma luz para olhar a realidade humana. Criados à imagem e semelhança do Criador os humanos são chamados a viver uma vida de relações fraternas, de encontro, de diálogo, de amor. O ser humano só se realiza e se torna humano na medida em que sai do seu isolamento, forma comunidade e sociedade; em que tem preocupação com a vida do próximo desejando que ele viva. 

Fonte :  https://www.cnbb.org.br/deus-pai-e-filho-e-espirito-santo/

Muitas coisas permanecem as vezes e para alguns da mesma maneira que muitas vezes parecia para os Apóstolos, ou seja; dubiamente, apesar de andar, conviver diuturnamente com o Cristo de Deus, suas mentes não conseguiam capitar todas as mensagens na integra e perguntavam entre si, o que o Mestre quis dizer?

O próprio Jesus advertiu que “Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna.” Mateus 5:37.

João 16:12-17

Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora.

³Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir.

Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar.

Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar.

Um pouco, e não me vereis; e outra vez um pouco, e ver-me-eis; porquanto vou para o Pai.

 Então alguns dos seus discípulos disseram uns aos outros: Que é isto que nos diz? Um pouco, e não me vereis; e outra vez um pouco, e ver-me-eis; e: Porquanto vou para o Pai?

Assim foi naqueles tempos e assim continua nessa geração incrédula, corrupta e pecaminosa.

Jesus subiu ao Pai, Rogou-lhe um outro Consolador e Esse ainda não consegui satisfazer a Vontade de Jesus, que era nos dizer outras verdades, porque ainda não conseguimos suportar….

A prova é simples que ainda não conseguimos suportar outras verdades, a prova está na polêmica que essas verdades causam, em vez de estuda-las, repreendemos em nome de Jesus, tamanha a barbaridade mental em que nos encontramos, queremos estudar o que vem de Cristo, repreendendo em seu próprio nome como se tais verdades, fossem heresias, coisas diabólicas, texto e contextos fora das Santas Escrituras, quando na verdade, estão lá, de Deus para nós e ainda com uma amorosa advertência, do seu Filho. “Examinai as Escrituras” e etc…

Só nos Evangelhos de João, Jesus se reporta a Deus como sendo seu Pai, 153 vezes.

2 Corintios 1:3

“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação.

Não vou aqui replicar em todo o Novo Testamento as incontáveis vezes que Jesus se reportava a Deus, como sendo seu Pai, até porque todos nós sabemos disso.

João 14:28

“Ouvistes que eu vos disse: Vou, e venho para vós. Se me amásseis, certamente exultaríeis porque eu disse: Vou para o Pai; porque meu Pai é maior do que eu.”

Nós enquanto seres humanos, somos tão atrasados, ainda, que não conseguimos entender coisas simples, falamos e emitimos pareceres de coisas que não conhecemos e aí prevalece o “achismo “, eu exemplifico:

Nós Católicos, Evangélicos, Espiritas Kardecistas dentre outros segmentos religiosos, saudamos o nosso próximo com a Paz de Cristo, ou Deus os abençoe, enquanto que os Maçons, os saúdam dizendo; Que o GADU o abençoe.

Pasmem os senhores que a semana próxima passada vi um vídeo um determinado religioso se referi a essa saudação Maçônica, alegando que esse Deus, (GADU), ele nem conhecia que Deus é esse e que era um ser diabólico.

Tal afirmação nos reporta a uma ignorância completa acerca do “Examinai as Escrituras”, porque o GADU é ninguém mais do que o próprio Jesus de Nazaré.  “Esse povo perece por falta de conhecimento”. Oséias 4.6.

Agora vejam acerca do Grande Arquiteto do Universo, assim está escrito:

Provérbios 8:26-30

“Ainda ele não tinha feito a terra, nem os campos, nem o princípio do pó do mundo.

Quando ele preparava os céus, aí estava eu, quando traçava o horizonte sobre a face do abismo;

Quando firmava as nuvens acima, quando fortificava as fontes do abismo,

Quando fixava ao mar o seu termo, para que as águas não traspassassem o seu mando, quando compunha os fundamentos da terra.

ENTÃO EU ESTAVA COM ELE, E ERA SEU ARQUITETO; era cada dia as suas delícias, alegrando-me perante ele em todo o tempo.

Não estou nem defendendo e nem acusando a Maçonaria, apenas mostrando a verdade, que o GADU, O Grande Arquiteto do Universo, é o próprio Jesus, é Bíblico, por que o espanto então?

Tudo quanto aqui se encontra escrito, não deixa para mim em particular, nenhuma dúvida que Jesus é o Filho de Deus Altíssimo.

Quando do Batismo de Jesus no Rio Jordão pela Voz que Clama no Deserto, um som muito forte, como se fosse um som de muitas águas:

Mateus 3:17

“E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo. “

Voltando antes de encerrar esse artigo polêmico e que não deveria ser a respeito daquele religioso que falara da Maçonaria, indagado se ele era Maçom, respondeu que não, e de contra partida o perguntaram com que Autoridade ele fala acerca da Maçonaria se nunca foi Maçon., se apenas conhece de ouvir falar, silêncio total como resposta…

E dessa maneira caminha a humanidade, no achismo, apoiando-se em ouvir falar e emitindo parecer do que não sabe, não entendem, não domina…

Fogem da Luz do Conhecimento, como satanás foge da Cruz.

Preferem o conhecimento que o mundo oferece do que o conhecimento que desceu do Céu a saber; a Bíblia Sagrada.

Um dia, contudo, tudo isso passa, como o prazer, como o querer, como a fumaça, tudo isso passa, haverá um Novo Céu, e uma Nova Terra e eis que tudo se fará novo.

 Miranez Matias do ValePastor – Capelão – TeólogoJornalista Mtb 3239 PA/PB

Isaias Dutra
Jornalista Isaias Dutra e editor Chefe do Gazzeta Paulista
Artigos Relacioanados

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -spot_img

Mais Lidos

Comentários Recentes