sábado, 25 maio, 2024
HomeCidadesGoverno Federal assina contratos de transmissão de energia com previsão de R$...

Governo Federal assina contratos de transmissão de energia com previsão de R$ 21,7 bilhões em investimentos

Os três lotes negociados em leilão realizado em dezembro do ano passado contemplam 4.471 quilômetros de linhas de transmissão em Goiás, Maranhão, Minas Gerais, São Paulo e Tocantins.

Governo Federal, por meio do Ministério das Minas e Energia, oficializou nesta quarta-feira, 3 de abril, a assinatura de contratos de transmissão de energia resultantes do segundo Leilão de Transmissão de 2023, realizado em dezembro.

Promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o leilão foi encerrado com os três lotes disponíveis negociados. Somados, os contratos têm previsão de investimentos de R$ 21,7 bilhões.

“Goiás, Maranhão, Minas Gerais, São Paulo e Tocantins vão receber essas obras que fortalecem a rede nacional de energia. É a confiança no futuro do Brasil em forma de investimentos
LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
Presidente da República

Os três lotes negociados contemplam 4.471 quilômetros de linhas de transmissão e subestações com capacidade de transformação de 9.840 MVA, localizados nos estados de Goiás, Maranhão, Minas Gerais, São Paulo e Tocantins.

As obras, com duração prevista de 60 a 72 meses, vão gerar milhares de empregos diretos e indiretos e ampliar a capacidade de interligação entre as regiões Nordeste e Centro-Sul do Brasil.

Por meio da rede social X (antigo Twitter), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva celebrou a assinatura dos contratos de transmissão de energia. “Goiás, Maranhão, Minas Gerais, São Paulo e Tocantins vão receber essas obras que fortalecem a rede nacional de energia. É a confiança no futuro do Brasil em forma de investimentos”, afirmou o presidente.

O evento que oficializou a assinatura dos contratos foi realizado no Palácio do Planalto e contou com a presença de diversas autoridades, entre elas o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa; o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira; os governadores da Bahia, Jerônimo Rodrigues; do Maranhão, Carlos Brandão; e de Alagoas, Paulo Dantas; e o embaixador da China no Brasil, Zhu Qingqiao.

ECONOMIA DE R$ 37 BILHÕES 

 O Lote 1 foi arrematado pela State Grid Brazil Holding S.A. por R$ 1,936 bilhão, representando deságio de 39,90%. O Consórcio Olympus XVI arrematou o Lote 2 por R$ 239,5 milhões, com deságio de 47,01%, enquanto o Lote 3 ficou com a Celeo Redes S.A.

pelo valor de R$ 101,2 milhões, com deságio de 42,39%. O deságio médio do certame foi de 40,85%, o que representa uma economia para o consumidor final de R$ 37,9 bilhões.

EMPREGOS

  Rui Costa destacou que o momento é de celebração, não só pelos R$ 60 bilhões que serão investidos em obras contratadas nos três leilões de transmissão já realizados, mas pelo impacto em toda a cadeia produtiva no país.

“Unidades produtivas em vários estados brasileiros serão demandadas, terão sua contratação efetivada, portanto, gerando emprego, contratação de pessoal especializado nessas indústrias de insumos, o setor solar, o eólico, o setor de energia e distribuição”
RUI COSTA
Ministro-chefe da Casa Civil

“Isso tudo significa emprego, não só na implantação, na obra física desses projetos, mas no fornecimento de toda a cadeia produtiva, ou seja, de máquinas, equipamentos e insumos, boa parte deles já produzidos no Brasil.

E, portanto, unidades produtivas em vários estados brasileiros serão demandadas, terão sua contratação efetivada, portanto, gerando emprego, contratação de pessoal especializado nessas indústrias de insumos, o setor solar, o eólico, o setor de energia e distribuição”, afirmou o ministro.

Para Alexandre Silveira, além de todas as vantagens para o setor energético, o resultado do leilão reforça a credibilidade que o Brasil voltou a ter dentro do cenário nacional e internacional.

“Fizemos os três leilões, com R$ 60 bilhões em obras contratadas. É a maior obra de infraestrutura do Brasil, e todos os leilões com muito sucesso, chegando em média a 39% de desconto das empresas que participaram, que são empresas nacionais e internacionais.

 Esse leilão, além do seu resultado efetivo, além do que ele representa para a produção de energia limpa e renovável, tem um outro simbolismo muito forte: o Brasil voltou a ter credibilidade com os investidores nacionais e internacionais”, afirmou o ministro de Minas e Energia.

“Parabéns aos investidores. Vamos trabalhar muito. Serão mais de 200 canteiros de obras pelo Brasil, mais de 300 mil empregos direitos e indiretos, e vamos continuar fazendo do Brasil o grande líder da transição energética global”, continuou Silveira.

CHINA 

Antes do evento de assinatura dos contratos, o ministro de Minas e Energia se reuniu com representantes da State Grid.

A multinacional chinesa apresentou a intenção de investir mais R$ 200 bilhões no setor elétrico brasileiro. Ao arrematar o maior lote no Leilão de Transmissão, a State Grid tornou-se a responsável pela construção do bipolo que percorrerá 1,5 mil quilômetros pelos estados do Maranhão, Tocantins e Goiás, em um investimento de R$ 18,1 bilhões.

Para Silveira, as políticas públicas desenvolvidas pelo Governo Federal têm atraído interesse de investimentos internacionais desde o ano passado.

 “Temos uma excelente relação com a China e agradecemos pelos investidores acreditarem no Brasil. Somos um país que respeita contratos e que possui estabilidade e segurança jurídica, tão importantes para o setor elétrico”, ressaltou.

Matéria enviada Pela assessoria de Comunicação do ministro de Minas

Isaias Dutra
Jornalista Isaias Dutra e editor Chefe do Gazzeta Paulista
Artigos Relacioanados

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -spot_img

Mais Lidos

Comentários Recentes