domingo, 26 maio, 2024
HomeCidadesJuscelino Filho: “Vamos levar internet a 100% das escolas públicas até 2026”

Juscelino Filho: “Vamos levar internet a 100% das escolas públicas até 2026”

Titular das Comunicações participou do Bom Dia, Ministro desta última  quarta e detalhou em conversa com radialistas a TV do Futuro, o programa Computadores para Inclusão e outras ações da pasta.

ma TV do Futuro, com aplicativos no lugar dos canais. Escolas conectadas, com internet de qualidade em todas as instituições de ensino públicas do país. Computadores para  inclusão, projeto que chegou a 40 mil equipamentos doados. Estes e outros assuntos foram tema do Bom Dia, Ministro desta quarta-feira, 3 de abril, que recebeu o ministro das Comunicações, Juscelino Filho.

Estou otimista que até o fim do governo vamos cumprir a meta e chegar com a banda larga, por satélite ou fibra ótica, em 100% das escolas públicas. Estamos falando de um universo de 138 mil escolas. Isso para que, como o presidente sempre diz nas suas falas, o filho de uma família pobre, que não tem condição de estudar numa escola particular, tenha o mesmo acesso à inclusão digital que o filho do rico.”
Juscelino Filho, ministro das Comunicações

Durante o bate-papo com radialistas de várias regiões, o ministro detalhou programas do Ministério das Comunicações e como eles beneficiam a população. Um dos compromissos da pasta é conectar 100% das escolas públicas até o fim do mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em dezembro de 2026.

“Estou otimista que até o fim do governo vamos cumprir a meta e chegar com a banda larga, por satélite ou fibra ótica, em 100% das escolas públicas. Estamos falando de um universo de 138 mil escolas. Isso para que, como o presidente sempre diz nas suas falas, o filho de uma família pobre, que não tem condição de estudar numa escola particular, tenha o mesmo acesso à inclusão digital que o filho do rico.”

O programa contou com a participação das rádios Nacional da Amazônia (AM), O Dia (RJ), O Tempo (MG), Mirante FM (MA), O Liberal (PA) e Capital (SP).

CORREIOS E CAIXA – Outra das novidades citadas por Juscelino Filho é a integração entre Correios e Caixa Econômica Federal. A parceria amplia o acesso da população a serviços das instituições. Pelo acordo, os Correios passam a oferecer serviços públicos em suas agências, como consulta e autorização de saque de benefícios sociais, orientações sobre o abono do PIS, Seguro Desemprego, FGTS e INSS.

“Esses serviços vão estar disponíveis nas agências dos Correios, para que as pessoas possam, nas localidades em que não há presença física da Caixa, ter acesso a esses serviços nas agências dos Correios”, disse. O projeto-piloto começou pelo município de Peixe-Boi, no Pará, e a previsão é de que esteja disponível em todas as agências dos Correios brevemente.

TV DO FUTURO – A integração entre televisão e internet, transmissão interativa com o telespectador, imagens mais realistas e áudio de alta qualidade, são algumas das características da TV 3.0, a chamada TV do Futuro. O ministro detalhou a nova tecnologia, que será o novo padrão da TV Digital.  “O grande diferencial é a integração da transmissão da televisão com melhor qualidade de imagem, de som, a conectividade com a internet, com a banda larga. Isso vai proporcionar que se tenha novas oportunidades de negócios, que a população consiga ter interatividade com a televisão”.

A navegação será através de aplicativos, em vez de canais. Isso permite que as emissoras ofereçam mais opções de conteúdos sob demanda integrados com a internet, que incluem jogos e programas. “A população vai ter acesso instantâneo a propagandas, a marketplace, site de compras. Essa interatividade vai ser a grande inovação dessa TV 3.0, fora a evolução que é o som imersivo, a qualidade 8K, a melhora substancial na qualidade da televisão para a população”.

ESCOLAS CONECTADAS – A Estratégia Nacional de Escolas Conectadas (Enec), programa que tem como objetivo levar internet de qualidade e melhorar os dispositivos e equipamentos para as escolas públicas de educação básica, foi outro ponto da conversa. O projeto piloto foi concluído em 200 escolas, inclusive em áreas indígenas, onde foram instalados painéis solares. A previsão é alcançar todas as escolas públicas do país. “Mapeamos cerca de 4 mil escolas que ainda não tinham energia elétrica. Essas também serão contempladas por meio de energia solar e baterias. É bom lembrar, estamos falando de um universo de 138 mil escolas públicas. A grande maioria dessas escolas tinha internet com velocidade de 5 megapixels, que no máximo era usada pela parte administrativa para lançar algum documento no sistema da secretaria”, disse Juscelino.

COMPUTADORES — O ministro também destacou o Programa Computadores Para Inclusão, que apoia e viabiliza iniciativas de inclusão digital. O programa já atingiu a marca de 40 mil computadores doados em todo o país. “A gente conseguiu valorizar o programa porque enxergamos nele um potencial de levar essa inclusão social, a inclusão digital, a banda larga, em forma de equipamentos, de oportunidades”.

O programa é ligado aos Centros de Recondicionamento de Computadores, que recebem equipamentos que não estão servindo órgãos públicos e grandes empresas privadas, que fazem a doação. Os centros fazem um tratamento nos componentes para ver o que ainda está em bom estado. “Os equipamentos saem praticamente novos”, disse Juscelino.

Nos centros também são realizados mais de 145 cursos e oficinas e o descarte final dos resíduos eletrônicos. “São cursos desde robótica, design, manutenção de eletroeletrônicos, de celulares, tablets, até cursos básicos de informática. Enfim, uma série de cursos que várias pessoas que já passaram saem melhores, com uma condição melhor para poder conseguir entrar no mercado de trabalho”.

UNIDADES DE SAÚDE – O ministro também citou uma parceria com o Ministério da Saúde e para levar conectividade a unidades básicas de saúde que estejam a até 500 metros de escolas públicas em regiões mais remotas. “Através dos recursos do novo PAC essa banda larga pode ofertar serviços como telemedicina, fazer com que chegue o médico especialista naquela comunidade. Torna possível atender regiões distantes com um especialista para atender àquela população remotamente”.

NORTE CONECTADO – “Fizemos o lançamento da Infovia 03, que é uma das oitos infovias do Norte Conectado, estamos executando através do Ministério das Comunicações, que é justamente um backbone que vai de Belém a Macapá, um cabo de fibra óptica que está sendo lançado pelo rio e vai prover desenvolvimento, conectividade, internet banda larga, redundância na rede dos dois estados. Vamos estar nos próximos dias chegando a Macapá para fazer a entrega da Infovia lá, que vai passar pela região do Marajó, onde estaremos abrindo em duas localidades”.

BLITZ DA TELEFONIA – “Se o 4G não está bom, a gente tem que saber o motivo. Então, baseado nesse anseio da população, instituímos uma política nova, que se chama Política Nacional da Qualidade da Banda Larga Móvel. Chamamos de Conecta BR. Através dessa política, visamos criar mecanismos para chegar à infraestrutura com a melhor qualidade para a população nesses locais. Criamos a Blitz da Telefonia Móvel, que é justamente essa presença do Ministério, junto com a Anatel, nesses locais, para fazer fiscalização mais apurada. A gente mapeia as principais fontes de reclamação, houve atores da localidade. A agência leva os equipamentos de última geração para medir a qualidade do 4G, do 5G, de velocidade, de tráfego, enfim, para ver onde se dá o problema naquela localidade. A gente estabelece prazo para que as empresas respondam em 30 dias”.

Matéria enviada pela assessoria de Comunicação do ministro das Comunicações

Isaias Dutra
Jornalista Isaias Dutra e editor Chefe do Gazzeta Paulista
Artigos Relacioanados

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -spot_img

Mais Lidos

Comentários Recentes