quinta-feira, 30 maio, 2024
HomeMeio Ambiente“A comunidade indígena tem o direito de ter seus territórios”, afirma Marina...

“A comunidade indígena tem o direito de ter seus territórios”, afirma Marina Silva

Ministra do Meio Ambiente integrou comitiva de ministros na inauguração da Casa de Governo em Roraima, criada para assegurar proteção aos povos Yanomami e Ye’kwana

A ministra Marina Silva (Meio Ambiente e Mudança do Clima) foi incisiva ao destacar a importância da Casa de Governo em Roraima, inaugurada nesta quinta-feira, 29 de fevereiro, em Boa Vista. “A comunidade indígena tem o direito de ter seus territórios. O estado de Roraima não vai ser dominado pelo crime organizado, pelo garimpo criminoso ou por todas as outras formas de criminalidade que tem aqui”, afirmaram.

O estado de Roraima não vai ser dominado pelo crime organizado, pelo garimpo criminoso ou por todas as outras formas de criminalidade que tem aqui”
Maria Silva, ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima

A estrutura foi criada para coordenar e monitorar a execução do Plano de Desintrusão e de Enfrentamento da Crise Humanitária na Terra Indígena Yanomami. Marina Silva destacou a importância não só da atuação integrada das esferas federal, estadual e municipal, mas de outros setores fundamentais para o sucesso da ampliação do plano de proteção e amparo aos povos indígenas e moradores de Roraima.

“A parceria é fundamental, inclusive com a sociedade. É um desafio enorme, mas precisamos da bancada (do Congresso Nacional), do governo, dos prefeitos, da sociedade, das universidades para nos ajudar com dados, para cada vez mais fazermos políticas públicas com base em evidências”, reforçou.

VÁRIAS FRENTES – Marina citou que logo após as festas de fim de ano, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva reuniu os ministros para tratar da questão do povo Yanomami. “Ali foi tratada uma estratégia da segunda etapa da operação, com um trabalho que é feito em várias frentes: segurança alimentar, saúde, combate aos crimes ambientais e proteção das fronteiras”, enumerou.

Ao recordar o ano de 2023, a ministra ressaltou resultados nas centenas de operações que conseguiram neutralizar a abertura de novos garimpos. “No ano passado foram 310 operações, média de quase uma por dia, com apreensão e destruição de equipamentos. Conseguimos ter uma redução em torno de 85% da área desmatada para abertura de novos garimpos”, frisou Marina Silva.

QUEIMADAS – A ministra lembrou que o combate às queimadas é determinante, inclusive para evitar o agravamento dos problemas de saúde entre a população indígena e moradores do Estado. “Na questão das queimadas, temos a maior estiagem dos últimos 24 anos. Uma boa parte dos incêndios se dá em área estadual. Mas não importa se o fogo é federal ou estadual, não medimos esforços. Estamos com cerca de 253 brigadistas na linha de fogo e vamos trabalhar conjuntamente. Os agricultores são prejudicados, às vezes os incêndios queimam suas roças, às vezes pontes são destruídas. Essa ação conjunta de conter desmatamento, de conter queimada, é fundamental para que a gente não veja nosso povo sofrendo com problemas de saúde”, afirmou Marina Silva.

CASA DE GOVERNO – A Casa de Governo de Roraima foi estruturada no prédio da Funasa, em Boa Vista. A iniciativa representa novo marco de integração entre as esferas federal, estadual e municipal, com objetivo de assegurar à população Yanomami e Ye’kwana, em especial, e a todos os demais moradores de Roraima melhores condições de saúde, alimentação e proteção.

A inauguração contou com a participação de 11 ministros, além do governador de Roraima, Antonio Denarium, do prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique, e diversas outras autoridades. Estiveram presentes, além de Marina Silva, os ministros Rui Costa (Casa Civil), Nísia Trindade (Saúde), Sonia Guajajara (Povos Indígenas), Ricardo Lewandowski (Justiça), José Múcio (Defesa), Wellington Dias (Desenvolvimento e Assistência Social), Esther Dweck (Gestão e Inovação), Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar) e Jorge Messias (AGU). A ministra em exercício dos Direitos Humanos e da Cidadania, Rita de Oliveira, também acompanhou o evento.

Matéria envida pela assessoria de Comunicação do Ministerio do Meio ambiente e clima

Isaias Dutra
Jornalista Isaias Dutra e editor Chefe do Gazzeta Paulista
Artigos Relacioanados

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -spot_img

Mais Lidos

Comentários Recentes