domingo, 21 julho, 2024

Polícia apreende 700 dedos de silicone para fraudar CNH em autoescola de SP

Setecentos dedos falsos, feitos de silicone, foram apreendidos em um CFC (Centro de Formação de Condutores), em Taboão da Serra, na Região Metropolitana de São Paulo.

O caso aconteceu na última quarta-feira (22) durante fiscalização conjunta do Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo) e da Polícia Civil após recebimento de denúncia enviada à Ouvidoria do órgão de trânsito.

Segundo o boletim de ocorrência, quatro aulas práticas foram iniciadas no sistema desse CFC sem que aluno e instrutor retornassem para o encerramento, o que pode indicar fraude. Computadores, leitores biométricos e cartões de memória também foram apreendidos. Seis pessoas, entre responsáveis pelo CFC e testemunhas foram levadas à delegacia para prestar esclarecimentos.

Os moldes de silicone são utilizados para burlar o sistema de controle biométrico no processo de emissão da CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Em casos como esse, o cidadão não comparece à autoescola para a realização de aulas e dos exames práticos e teóricos obrigatórios, mas tem sua presença confirmada de forma ilegal, por meio dos dedos falsos, que carregam impressões digitais.

Os moldes serão encaminhados à perícia na tentativa de identificar as pessoas a quem pertencem as impressões.

“Há projeto em andamento para a evolução da identificação biométrica nas etapas do processo de habilitação. Essa tecnologia visa assegurar que todas as etapas sejam realizadas pelos próprios candidatos, utilizando identificação multi biométrica [digitais, face e, até, íris] para combater fraudes, como o uso de biometria em moldes de silicone”, diz Talita Rodrigues, diretora de Habilitação do Detran-SP.

O CFC e outros envolvidos respondem a processo administrativo, em que a penalidade pode resultar na cassação do registro de credenciamento

O DetranSP informa que, nos cinco primeiros meses deste ano, realizou 1.884 fiscalizações para flagrar fraudes em empresas como desmanches, autoescolas, despachantes e estampadoras de placas. Em 2023, foram 7.572 fiscalizações desse tipo. Apenas em relação a CFCs e profissionais que atuam no processo de habilitação, foram aplicadas 389 penalidades, sendo 214 advertências por escrito, 72 suspensões das atividades e 103 de e cassações dos registros de credenciamento.

Jainara Costa – Colaboração para o UOL

Como denunciar

Cidadãos podem recorrer ao disque denúncia da Secretaria de Estado da Segurança Pública, no número 181. .

A denúncia também pode ser feita na internet, no site www.webdenuncia.org.br.

Além disso, há o site da Ouvidoria do Governo de São Paulo, no endereço www.ouvidoriageral.sp.gov.br/foccosp.

FONTE MATERIA: https://www.uol.com.br/carros/noticias/redacao/2024/05/24/policia-apreende-700-dedos-de-silicone-para-fraudar-cnh-em-autoescola-de-sp.htm

Redação Gazzeta Paulista
Redação Gazzeta Paulista
A GAZZETA PAULISTA é o maior portal de notícias diárias desde 2010 abrangendo as cidades de Taboão da Serra, Embu das Artes, Itapecerica da Serra, São Lourenço da Serra, Juquitiba, Embu Guaçu e São Paulo e outras.
Artigos Relacioanados
- Advertisment -spot_img

Mais Lidos

Comentários Recentes